UM GUIA DE RECURSOS HUMANOS PARA O SEU SALÃO

Um salão de beleza é um lugar de convivência. Mais do que em muitos outros tipos de negócio, ter um salão exige um cuidado maior quando falamos de recursos humanos.

Via Pixabay.

Então, como sabemos de casos de comunicação e relações deficientes nos salões, trazemos este guia prático para que o seu estabelecimento tenha sempre uma atmosfera agradável. E ele também vale para os profissionais de beleza que querem um ambiente muito mais propenso a realização de um bom trabalho.

UM SALÃO AGRADÁVEL

O que seria um salão de beleza agradável na sua concepção? Talvez fosse um lugar onde os funcionários se sentissem bem para trabalhar, por exemplo. Imagine cada um dos profissionais do seu negócio trabalhando sem desânimo ou estresse por terem que lidar com pessoas desagradáveis…

Esse é um ponto importante. Tente dissolver qualquer indício de briguinhas e fofocas entre os funcionários. Sabemos que isso é bastante difícil, ainda mais onde há muita competitividade e liberdade para conversas.

Para evitar esses problemas, deixe claro a todos os contratados qual é a política do salão. É como se fosse um termo de responsabilidade por ter aceitado as normas de convivência que você propôs. É um começo para que o seu estabelecimento tenha uma boa gestão de recursos humanos.

BUSCANDO PESSOAS

E isso nos leva a outro ponto: como contratar profissionais para o seu salão? Nunca conte apenas com um currículo. Sempre peça demonstrações de técnica e identifique sinais positivos e negativos na personalidade do ou da aspirante ao cargo.

Também não hesite em ligar para salões onde a pessoa trabalhou antes. Além disso, peça o perfil dela no Facebook, por exemplo, e dê uma conferida no seu estilo. Afinal, se o seu salão é voltado para um público mais conservador, você não vai contratar alguém que é considerado subversivo pelo seu público-alvo.

Até porque é importante saber quem é que vai estar tratando os seus clientes, não é mesmo? Existem vários exemplos de profissionais que recebem o cliente com uma cara de quem não queria ver aquela pessoa ali. E estamos falando de pessoas que chegaram pela primeira vez ao estabelecimento e já foram mal recebidas pelo funcionário. Não tem um sorriso, um “bom dia”, nem um pouco de simpatia. Portanto, gerencie bem os seus funcionários. Valorize os seus recursos humanos e evite que os profissionais sejam grosseiros com os clientes.

Isso, aliás, nos leva ao próximo tópico.

PESSOAS BRIGUENTAS

A receita para colocar tudo em ordem é ser profissional e não deixar de ser gentil. Em relação aos funcionários, você deve fazer um “minicurso” de como se portar no salão de beleza, trabalhando bastante com recursos humanos. Já com os clientes a situação fica bem mais delicada.

Aliás, um dos motivos para que os profissionais da beleza percam a paciência com qualquer cliente é o comportamento de certos fregueses que não têm um bom senso. Mas existem soluções para cada tipo sem noção que aparece.

Quem aqui já não se incomodou com aquela mulher que já frequenta o lugar há um bom tempo e se sente “da casa”? É, ela pode ser um belo de um incômodo. Entra, não fica na fila, senta nas poltronas de corte ou de limpeza. Não para de falar e atrapalha o trabalho dos funcionários, tirando a concentração de todo mundo. Pessoas como essa sempre aparecerão, e você deve preparar os seus funcionários para isso. Uma boa gestão de pessoal é muito importante para evitar que gente briguenta estrague de vez o clima do seu salão.

SEJA PACIENTE

Quem frequenta salões sabe o quanto é comum encontrar fregueses assim. O que fazer diante desses casos? Ignorar é uma opção. Se ela passar direto da fila de espera e começar a falar sozinha, deixe-a sozinha. Ou dê respostas curtas e diretas a qualquer coisa que ela falar. Isso pode fazer com que ela se toque e perceba o seu erro. Porém, talvez ela só perceba que está incomodando quando o tempo passar e a sua vez não chegar. Afinal, ela não ficou na sala de espera quando chegou e foi logo entrando sem permissão como se fosse sua casa.

De todo modo, se você é um proprietário do tipo mais comunicativo e paciente, parabéns. Pois você precisará usar bastante essas habilidades. Leve a cliente para um canto reservado, uma sala anexa, para tomar um cafezinho. Enfim, você que sabe; apenas tenha uma conversa sincera, com um tom gentil e cuidadoso.

Usar a técnica de elogiar para depois repreender pode dar certo. Até porque pessoas que fazem isso claramente precisam de uma atenção a mais, pois elas gostam de se sentir importantes. Então, dê o que ela acha que precisa, mas não deixe de lado a repreensão. É melhor perder uma cliente do que várias outras.

Adotando algumas dessas práticas, certamente você terá um salão de beleza agradável e bem profissional. Portanto, nunca esqueça a parte de recursos humanos do seu negócio. Trabalhar a gestão de pessoas é fundamental para que o seu salão seja mais produtivo, lucrativo e, acima de tudo, bem agradável.

Por Péricles Brito, 27/06/ 2014

2018-06-29T12:42:22+00:00