É RUIM TER SÓCIO? PIOR É NÃO TER!

A pessoa que se propõe a empreender precisa estar ciente de que o fator humano estará presente em todas as esferas do negócio. E, em virtude disso, é necessário criar parcerias, laços, contatos, firmar networking e participar ativamente de grupos (presencialmente ou por redes sociais). E por que tudo isso é importante? Por que você vai precisar de ajuda!

É preciso ser humilde para reconhecer que você não pode fazer tudo sozinho, por mais perfeccionista que seja. É preciso pedir ajuda! Isso mesmo, você precisará pedir conselho, apoio, sugestões, críticas e feedbacks constantes. Peça a opinião de familiares e amigos, escute outros profissionais da área, participe de eventos e confronte seu modelo de gestão, esteja aberto a novas possibilidades e outros pontos de vista.

Por mais que você faça tudo isso, ainda não será suficiente para dar conta do trabalho. Ter um sócio para dividir o trabalho pesado, compartilhar as conquistas e desabafar nos momentos difíceis é essencial.

Mas você é do tipo que não quer ter sócio? Sério?

A verdade é que será muito pior sem ele. Confira…

NÃO TENTE ABRAÇAR O MUNDO COM AS DUAS MÃOS

Muitos empreendedores não pensam na possibilidade de ter um sócio porque já se decepcionaram com alguma parceria malsucedida, acham que o sócio vai passar a perna no negócio, acredita que sua visão de mundo é muito particular para dividir com alguém etc.

Tudo bem! Concordamos que existem alguns pontos que precisam ser levados em consideração. Mas, você já parou para pensar que muito do que você pensa é puro pré-conceito? Ou talvez seja reflexo de uma experiência isolada?

Escolher um sócio não é uma tarefa das mais simples, mas também não é o fim do mundo. Afinal, você não vai escolher alguém para casar. Se bem que tem gente que acredita que sociedade empresarial é igual casamento. Enfim…

Por mais que você se esforce (e sei que nossos leitores são pessoas esforçadas), não é possível abraçar o mundo com as duas mãos. Veja o exemplo que vou dar:

Imagine que vai ter um grande evento com descontos, lançamentos e novidades sobre produtos de beleza. Um evento para você aprender coisas novas sobre seu mercado, comprar produtos por preços mais baratos e fechar contrato com fornecedores que vão lhe dar um suporte e um desconto bacana. Mas tem um porém: esse evento vai acontecer no fim de semana. E só vai ficar por um único final de semana. Então, você pensa: mas justo no fim de semana, quando o salão está lotado?

Você terá que fazer uma escolha:

  1. a) Ir ao evento, renovar seu conhecimento, ficar por dentro das novidades, comprar produtos bem mais baratos e fazer networking.
  2. b) Ficar no salão, atender seus clientes e manter suas contas em dia.

Escolha dura, não é? Então, como vai ser? A física nos ensinou que um corpo não pode estar em dois lugares diferentes ao mesmo tempo.

Vai fechar o salão em pleno fim de semana?

Vai perder o evento que só ocorre uma vez por ano?

Se você tivesse um sócio, a coisa seria totalmente diferente. Um ficaria no salão e o outro participaria do evento.

Um sócio, onde quer que esteja, estará representando a imagem da sua marca. Ele estará representando os interesses do negócio.

Citei apenas um exemplo. Contudo, faça uma pequena reflexão e veja que um sócio poderá lhe ajudar com muitas coisas. Sim, o lucro terá que ser dividido com ele, mas em percentuais justos com base na produtividade de cada um. E duas pessoas podem fechar mais trabalhos, ir atrás de novos clientes e aumentar a receita do salão. Pense nisso!

SEU SÓCIO PRECISAR TER UM PERFIL DIFERENTE DO SEU

Depois do exemplo acima e das vantagens de ter um sócio, você já deve estar começando a pensar nesta possibilidade. É bom mesmo.

Mas não tente encontrar alguém igual a você. Cada ser humano é único e acreditar que precisa de alguém igual a você para que tudo dê certo é alimentar uma grande ilusão.

Ninguém é igual a ninguém. Mantenha o foco em encontrar alguém que tenha disposição para trabalhar, muita determinação e vontade de deixar algo de significativo no mundo. Ambos podem se ajudar, podem se aperfeiçoar em áreas específicas, determinar atribuições distintas e alinharem as diferenças.

Além de poder contar com alguém para lhe ajudar a tocar o negócio, você terá como atender um maior número de clientes, maior organização e planejamento, além de levar seu salão para um novo patamar.

E se nada disso te convenceu, lembre-se que você terá alguém para dividir a cerveja na sexta-feira depois do expediente e comemorar mais uma semana de trabalho!

Ainda com dúvidas se vai ter um sócio?

2019-02-16T02:16:45+00:00