FAMILIARES NO SALÃO? SAIBA COMO LIDAR COM ELES

Abrir um salão de beleza sempre foi fácil por seu caráter doméstico. Qualquer pessoa empreendedora com um bom terraço poderia abrir um salão em sua casa, sem problema algum. Até por isso é comum encontrarmos vários familiares trabalhando no mesmo salão de beleza. Poderia ser para ajudar ou até por necessidade, mas também por querer que o negócio cresça.

Via Pexels.

O fato é que família às vezes dá problema. E quando isso extrapola e chega ao ambiente de trabalho, o salão de beleza pode ser prejudicado. Existem vários problemas quando familiares são também funcionários. Portanto, você precisa aprender a lidar com cada um deles antes que dê algo errado.

A QUESTÃO DA HIERARQUIA

Uma das coisas mais difíceis para quem trabalha com familiares é ver um membro ser superior ao outro, principalmente quando esse superior é mais novo. Por exemplo, o sobrinho ser o chefe da tia ou a filha ser a chefe do pai. São coisas que acontecem e que podem se desdobrar para situações nada agradáveis.

Quer um exemplo? Digamos que você dê uma ordem e o seu parente reage como um parente, sem ser profissional. Isso acontece demais e acaba contaminando todo o ambiente.

Outra coisa muito comum é o colaborador/parente não acatar as ordens do superior porque o chefe é um familiar. Por exemplo, o seu sobrinho é convidado a fazer hora extra no feriado e, por ser da sua família, diz que não vai porque não precisa, confiando no parentesco para poder desacatar ordens.

Então, antes de você contratar algum familiar, sempre tenha uma conversa franca: a relação da família fica fora do salão. Ali dentro, o sobrinho vai ser colaborador, vai ter que respeitar a hierarquia e será penalizado como qualquer outro funcionário caso não faça o trabalho solicitado.

COMPETIÇÃO DESLEAL

Evite ser o tipo de gestor que favorece os familiares. Isso é desleal e acaba minando o relacionamento da equipe que trabalha para você. Quer um exemplo? As pessoas vão começar a comentar sobre como aquele “aquele parente do chefe” recebe mais ou pode sair mais cedo e chegar mais tarde todos os dias sem sofrer nenhuma repreensão.

Isso, aliás, prejudica todos os seus negócios. Será mesmo que você vai preferir dar um emprego ao seu parente e gastar seu dinheiro se há outras pessoas que também precisam de emprego se esforçando bem mais? Se o seu parente não faz o trabalho bem feito e ainda assim não recebe nenhuma represália, significa que o ambiente do seu salão está fadado a se tornar cheio de fofocas, boatos, situações desagradáveis e, é claro, a sua perda da autoridade natural de gestor.

O que nenhum gestor quer é se tornar menos importante ou ter as suas regras e diretrizes desatacadas porque outra pessoa desrespeitou o que foi estabelecido e nada foi feito com ela.

Não queira criar um clima de competição desleal no seu salão de beleza. Ao contrário disso, prefira primar pela equidade entre os profissionais.

EVITANDO FOFOCAS

O que mais acontece é fofoca quando se tem um profissional da família no ambiente de trabalho. Dependendo do parente que você contratar, talvez alguns segredos e situações de família não serão tão restritos assim. Por isso, sempre veja se o seu familiar que está sendo contratado é a pessoa ideal para compartilhar um negócio.

Às vezes é melhor manter bem longe algumas pessoas que adoram boatos, fofocas, mesmo que sejam sobre alguém da própria família. Todos sabem que esse clima de fofocas gera um mal-estar e pode aumentar a rotatividade dos funcionários do seu salão. E isso, leitor, é tudo o que você não quer, não é mesmo?

Então, tenha muita consciência de quem você vai contratar e, antes de tudo, acerte todos os parâmetros para que o trabalho seja realizado com clareza e de forma saudável. Todos têm a ganhar com isso, inclusive a sua família, que não vai ter o relacionamento abalado por causa do trabalho.

Por Péricles Brito, 22/12/2014.

2018-06-29T11:31:55+00:00